Pular para o conteúdo principal

HISTÓRIA


HISTÓRIA DA FEDERAÇÃO DE RUGBY DA BAHIA
2009-2015

A Federação de Rugby da Bahia foi criada a 14 de Fevereiro de 2009, na cidade de Senhor do Bonfim, Bahia, e teve como clubes fundadores a Associação Esportiva do Alto da Ondina, o Clube Bonfinense Fiancheto de Rei e o Quibaana Rugby Clube.

Em termos desportivos a Federação organizou o Circuito de Rugby Sevens da Bahia, em 2010, e que pode ver aqui, e posteriormente, em 2013, 2014 e 2015, teve lugar a Copa Velho Chico, em 2015 disputou-se o Campeonato Baiano, ambos de Rugby XV, e em 2013, 2014 e 2015, com organização autônoma, registra-se a realização do Morro de São Paulo Beach Rugby, na Ilha de Tinharé.

Sob o ponto de vista administrativo a Federação atravessou um período conturbado, até que em Maio deste ano se verificou um renascimento do interesse dos clubes e núcleos existentes na Bahia, que conduziu à redação de um novo Estatuto para a entidade, e à preparação de uma nova fase na sua vida.

Assim, os clubes e núcleos concordaram que seria necessário proceder à confirmação da filiação das entidades já filiadas, e à filiação de novas entidades, à aprovação do Estatuto acima referido e à nomeação de uma Comissão de Gestão para vigorar até 31 de Dezembro de 2015, que, entre outras tarefas, deveria preparar uma Assembléia Geral Eleitoral da Federação de Rugby da Bahia, para eleição dos novos poderes federativos, de acordo com os Estatutos aprovados em 8 de Agosto.

Tal Assembleia Eleitoral veio a acontecer em 21 de Novembro de 2015, e a partir daí pode conhecer o que foi acontecendo, consultando este site oficial, em especial nas Etiquetas TRANSPARÊNCIA  e DECISÕES.

Postagens mais visitadas deste blog

CALENDÁRIO PARA 2019

A Federação de Rugby da Bahia publica hoje, nos termos dos seus estatutos e regulamentos, o seu calendário de actividades para 2019, incluindo as competições oficiais, as acções de formação e a data das assembleias gerais ordinárias, que pode consultar no quadro em anexo. Esta calendário é provisório e será apresentado à Assembleia Geral que se realizará ainda este mês para ratificação.

MELHORES DO ANO 2019 COMO RECONHECIMENTO DO ESFORÇO E DEDICAÇÃO DE TODOS!

Pelo terceiro ano consecutivo a BahiaRugby procedeu à escolha dos melhores do ano, com a colaboração de todos os treinadores dos times em atividade no âmbito da Federação de Rugby da Bahia. Pela segunda vez este ano foi possível fazer a escolha no escalão juvenil, aquele que é o grande objectivo da Federação e que constitui a única forma de garantir o desenvolvimento e sustentabilidade do rugby na Bahia. Fiquem com a relação dos premiados deste ano, e que esta pequena homenagem sirva de estímulo a todos os que de uma ou outra forma foram infectados pelo rugby! MELHORES DO ANO BAHIA RUGBY 2019 REVELAÇÃO FEMININO 1º LUGAR: Yasmin Vitória Castro Dias   (Adustina) 2º LUGAR: Adriely Santana Costa (Adustina) 3º LUGAR: Juliana Silva Félix dos Santos (Adustina) REVELAÇÃO MASCULINO 1º LUGAR: José Deivison Santos Andrade (Adustina) 2º LUGAR: Jordan Sousa (Porto Seguro) 3º LUGAR: Vinicius Antônio dos Santos (Serigy) MELHOR ATLETA RUGBY SEVENS JUVENIL FEMININO 1º LUGAR: J

ASSEMBLEIA APROVA ALTERAÇÕES AOS ESTATUTOS

A Assembleia Geral Extraordinária da FRB que se realizou no passado dia 15 de novembro, aprovou na íntegra as propostas que foram apresentadas, pelo que o ato eleitoral que se avizinha já se regerá por essas mesmas alterações, no que se aplicar. São três as alterações aos Estatutos e as duas primeiras dizem respeito ao reconhecimento da participação em competições oficiais pelos Clubes Aderentes, e ainda estabelece o seu direito a voto nas Assembleias, o que passa a acontecer após a introdução do Regulamento do Clube Aderente em 2016. A terceira alteração prolonga, até decisão específica da própria Assembleia Geral, a excepção que já se encontrava em vigor em relação à participação de dirigentes de clubes ou de associações, de árbitros e treinadores no ativo, nos órgãos de gestão da FRB. A Assembleia aprovou também a suspensão da filiação a clubes que não tenham cumprido as suas obrigações estabelecidas no artigo 11º h) dos estatutos, embora com a ressalva de alterações de situ